fbpx

Telefone

47 3368-9438

Endereço:

Final da Rua 258, esquina com a rua 260-A, nº915 - Meia Praia/Itapema (Ao lado do Colégio Atlântico)

Conheça as doenças infectocontagiosas mais comuns no verão

As doenças infectocontagiosas são aquelas causadas por agentes biológicos, como vírus, bactérias ou parasitas, e são transmitidas com o contato direto ou indireto com pessoas infectadas.

O aumento das temperaturas e da umidade do ar torna a proliferação dessas doenças mais frequente durante o verão, pois os vetores das infecções se desenvolvem facilmente com o calor. É preciso dar atenção aos primeiros sinais e sintomas, além das formas de prevenção para cada uma delas.

Conjuntivite

É uma infecção da membrana ocular, causada por vírus, bactérias ou substâncias irritantes, como o cloro da piscina e a poluição. Entre os sintomas estão a vermelhidão nos olhos, inchaço nas pálpebras, secreções e coceiras. O tratamento é feito de acordo com as recomendações de um oftalmologista. Para se prevenir, é importante não compartilhar objetos pessoais, como roupas e toalhas, evitar coçar os olhos e lavar as mãos e o rosto regularmente.

Doenças de pele

São infecções dermatológicas, como dermatites, micoses e brotoejas, provocadas pela proliferação de bactérias e fungos. Caracterizam-se por inflamações na pele, coceira, descamação, manchas e ressecamento. Um dermatologista deverá ser consultado assim que os primeiros sinais forem percebidos. Para evitar as infecções, recomenda-se o uso de roupas leves feitas de algodão ou linho, além de redobrar a atenção com a higiene do corpo após sair da piscina ou da praia.

Doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti

São doenças infecciosas mais frequentes durante o verão, como a dengue, a zika, a chikungunya e a febre amarela. Todas essas doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti apresentam sintomas similares, como febre alta, enjoos e fortes dores de cabeça e musculares, e podem ser fatais em casos mais graves. Aos primeiros sinais, um médico deverá ser consultado imediatamente.

A forma de prevenção comum às doenças é o uso de repelente e a eliminação das condições de desenvolvimento do mosquito, por meio do uso de telas e ao esvaziar e limpar recipientes e superfícies com água. Para a febre amarela, a vacina é a forma mais eficaz de proteção, pois a doença pode apresentar complicações em sua fase aguda, que pode surgir alguns dias após a melhora dos primeiros sintomas.

Fonte

Loading...
× Como posso te ajudar?