fbpx

Telefone

47 3368-9438

Endereço:

Final da Rua 258, esquina com a rua 260-A, nº915 - Meia Praia/Itapema (Ao lado do Colégio Atlântico)

Pediatria – Cuide do “futuro”

Pediatria é a especialidade da Medicina que tem o objetivo de estudar e tratar pacientes desde o nascimento até a adolescência.

O pediatra não é exclusivamente focado em tratar doenças do publico infantil, mas também faz o serviço especial de preveni-los e orientá-los levando ao caminho de atitudes e hábitos saudáveis. Passando por áreas como alimentação, vacinações e também em assuntos de foco sociais e também sexuais.

Entre em contato com a clínica para mais informações e fale com nossos especialistas sobre qualquer dúvida.

Dengue – Saiba mais sobre a Doença

Doença viral transmitida por mosquitos que ocorre em áreas tropicais e subtropicais.

  • Principais pontos:O tratamento é feito com auxílio médico.
    Propaga-se por insetos.
    Requer um diagnóstico médico.
    Frequentemente requer exames laboratoriais.

Os sintomas são febre alta, erupções cutâneas e dores musculares e articulares. Em casos graves, há hemorragia intensa.
As pessoas podem ter:
Dores locais: nos músculos, atrás dos olhos, costas, no abdômen ou ossos.
Tipos de dor: forte nas articulações.
No corpo: febre, fadiga, mal-estar, perda de apetite, tremor ou suor.
Também é comum: dor de cabeça, manchas avermelhadas ou náusea.
Doença grave: consulte um médico para receber orientação.
O tratamento é feito por meio do uso de fluidos e de medicamentos para a dor. O tratamento inclui ingestão de líquidos e analgésicos. Os casos graves exigem cuidados hospitalares, Cuidados médicos. Hidratação, Pode sarar naturalmente e Líquidos intravenosos, Medicamentos.

 

Orientações para pacientes com suspeita de dengue

Para que você esteja seguro em casa é importante que você saiba que:
1) Alguns sintomas podem indicar a necessidade de retornar ao Pronto Atendimento, estes
são:
Dor abdominal intensa e contínua
Vômitos persistentes
Queda da pressão
Sonolência
Irritabilidade
Sangramentos na gengiva, no nariz, nos vômitos e nas fezes (fezes escuras, cor de
borra de café)
Diminuição do volume da urina
Redução brusca da temperatura corporal
Desconforto respiratório
2) O diagnóstico laboratorial específico para o vírus da dengue é realizado por meio de
sorologia realizada na amostra de sangue. O resultado é disponibilizado na internet ou na
central de exames, em 3 dias. Com o resultado em mãos, este deve ser avaliado pelo seu
médico.
3) Você deve fazer o acompanhamento com seu médico durante o período da doença e de
sua convalescença, para que a conduta médica possa ser atualizada sempre que for
necessário.
Fontes: Hospital Israelita A. Einstein

Papo com o Doutor: Gastroenterites ou viroses de verão

Nosso “Papo com o Doutor” de hoje é sobre as viroses do verão.

Dr. Clício Dezorzi “Está aberta a estação dos piriris! Entenda por que o ataque de alguns vírus e outros inimigos é mais comum no verão e o que fazer para escapar deles na nossa série especial “Papo com o Doutor”.

Voltamos com a nossa série de reportagens sobre saúde, o “Papo com o Doutor”. Na manhã de ontem, quarta, dia 09, nossa equipe conversou com Dr. Clício J. Dezorzi, da Clínica Revitalité, na Meia Praia, em Itapema. O foco do bate-papo foram as conhecidas viroses de verão ou gastroenterites. Nosso especialista alerta que este processo bacteriano está ligado diretamente a uma questão sanitária.
De acordo com o Dr. Clício, neste ano, uma característica diferente vem sendo notada pelos profissionais da saúde. Muitos pacientes estão apresentando o quadro de icterícia (uma coloração amarela dos tecidos e das secreções orgânicas), aliado com febre. Dr. Clício, que além de atender em Itapema, no hospital Santo Antônio e na sua clínica, também atua no Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhaunsen, em Itajaí, identificou a presença de uma possível bactéria, além do tradicional vírus. Uma bactéria encontrada na urina e nas vezes humanas. Ou seja, muitos banhistas estão usando o mar para fazer suas necessidades fisiológicas. O médico também alerta para cuidados maiores com as crianças e idosos, que são as mais suscetíveis e a melhor forma de evitar o quadro é com o cuidado com a higiene e com o armazenamento de água e alimentos.

Sazonalidade
Para o médico, as viroses se espalham mais facilmente nesta época porque as pessoas deixam de lado certos cuidados que tomam mais frequentemente no inverno, como usar álcool gel ou lavar as mãos mais vezes, depois de espirrar ou apertar a mão de outras pessoas, andar de ônibus, etc. Na praia, inclusive, estes cuidados também devem ser observados, pois todo local com aglomeração de pessoas, mesmo que ao ar livre, viabiliza a disseminação de vírus e bactérias.
Sintomas: Febre; Enjoo; Diarreia; Vômitos; Dores abdominais; Perda de peso; Perda de apetite; Desidratação.

Tratamento de Gastroenterite
Se for causada por vírus, a gastroenterite pode passar sozinha e o tratamento serve apenas para amenizar sintomas e repor a perda de líquidos. O mesmo acontece em alguns tipos de bactérias. Mas é importante lembrar que medicamentos que combatem a diarreia só podem ser tomados com orientação médica.
Dependendo do tipo de bactéria, pode ser necessário tomar antibióticos ou outros medicamentos e – em casos mais graves –
Pessoas com desidratação em grau moderado a grave também podem precisar de tratamento intravenoso para repor líquidos no organismo.

Prevenção
Lavar as mãos cuidadosamente é uma das principais formas de evitar a transmissão da gastroenterite. Frutas e vegetais também precisam ser bem lavados antes do consumo.
É importante evitar consumir alimentos em restaurantes e estabelecimentos que não tenham higiene adequada. Maionese, molhos e outros alimentos altamente perecíveis devem ser refrigerados na geladeira respeitando o prazo de validade. É comum o arroz japonês, por exemplo, acumular bactérias por ficar muito tempo misturado com maionese fora da geladeira.
Alimentos devem ser consumidos preferencialmente cozidos, principalmente ovos. A higiene da casca também é indicada para evitar contaminação.

Dr. Clício J. Dezorzi CRM 11.211

Texto: Cleyton Amaral (Jornal Hora de Itapema)

Toxina botulínica e preenchimento podem ser feitos no verão?

As aplicações de toxina botulínica e o preenchimento facial à base de ácido e hialurônico indicados para rejuvenescimento da pele também pode ser feito durante a estação mais quente do ano não é preciso esperar o verão terminar para se render aos procedimentos estéticos faciais. Os cuidados após o procedimento são os mesmos em qualquer época do ano, eles não mudam no verão porque ação é a mesma, os roxinhos no rosto são raros quando faz aplicação que envolve injeção. A recomendação é apenas cuidar para não pegar sol e usar protetor solar, não fazer exercícios físicos no dia da aplicação, evitar deitar nas primeiras horas e não massagear o local. É fundamental que o procedimento seja feito por um profissional capacitado apesar de minimamente invasivo podem trazer resultados desagradáveis se não forem bem feitos.

Toxina Botulínica
A aplicação de toxina botulínica é um dos tratamentos mais usados no combate às rugas. Não existe uma idade ideal para iniciar o tratamento, normalmente a primeira aplicação acontece pouco antes dos 30 anos, evitando a formação das marcas de expressão. A aplicação em uma pessoa de 30 anos é diferente da aplicação em uma pessoa de 40 anos, quando se é mais jovem, faz uma aplicação mais leve, para prevenção, porque é mais fácil tratar a ruga ainda não formada do que aquela funda, de pele danificada há bastante tempo. A substância paralisa a contração de um músculo específico, evitando assim as rugas dinâmicas, causadas por movimentos repetidos do músculo, como as que se formam junto ao sorriso ou as que surgem pelo apertar dos olhos os “pés de galinha”. O procedimento é feito com microagulhas, leva cerca de 10 minutos, o botox dura de seis a 8 meses.

Preenchimento
O preenchimento facial é uma das opções usadas para repor o volume naturalmente perdido com passar dos anos devido à absorção de colágeno, gordura e estrutura óssea, essas substâncias orgânicas ou inorgânicas injetadas na pele para suavizar rugas, sulcos, depressões e o “bigode chinês”. O mais usado é o acido hialurônico, que mantém a elasticidade da pele, essa substância já existe em nosso corpo, mas com o tempo sua quantidade vai diminuindo, assim como a hidratação da pele, uma das vantagens de realizar o preenchimento com o ácido hialurônico esta na sua imediata integração aos tecidos, no resultado rápido e no risco mínimo de efeitos colaterais. O preenchimento também pode ser usado para remodelar o queixo, nariz, o contorno e volume dos lábios, e até minimizar cicatrizes faciais. O procedimento é realizado por meio de microcândulas aplicadas de forma mais superficial ou profunda, o tempo de duração depende do local onde é aplicado. No lábio pode durar de 12 a 15 meses.
Consulte sempre um profissional capacitado.

Cuidados ao praticar atividades físicas no verão

Deve se ter alguns cuidados ao praticar atividades físicas no verão.

No verão é normal todo mundo se animar mais para praticar exercícios, principalmente ao ar livre. Mas há alguns cuidados que precisam de atenção!
No calor, muita gente acaba trocando a academia pela prática de alguns exercícios e esportes ao ar livre. Corrida na beira mar, vôlei na praia, o que não falta são opções de atividades físicas para aproveitar o verão. E essa é uma ótima ideia… só exige alguns cuidados!
No verão, as temperaturas sobem e, na nossa região, podem chegar a marcar até 35 graus. Por isso, alguns cuidados devem ser tomados para que você não passe mal ou sinta fraqueza durante a execução dos exercícios.
Confira tudo o que você deve e não deve fazer para que o calor em excesso não atrapalhe suas atividades físicas.

Cuidados com a prática de exercícios físicos no calor

1- Evitar fazer atividades em horários que o sol está muito forte
Atividades físicas ao ar livre não podem ser feitas em qualquer horário, devido ao calor. Os melhores horários para praticá-las são no início da manhã até às 10h e após às 16h.

Todo organismo possui um mecanismo capaz de manter os principais órgãos do corpo em uma temperatura estável. Quando em repouso, os músculos produzem pouco calor, comparado ao coração, por exemplo. Porém, quando um músculo é trabalhado por meio de uma atividade física, pode produzir 50 vezes mais calor que o resto dos órgãos juntos. Esse calor interior é liberado para fora através do suor, como um processo de resfriamento do organismo.
Quanto maior a temperatura corporal, maior a quantidade de calor que você vai produzir, o que pode acabar ocasionando, entre outras coisas, a desidratação. Se a temperatura do seu corpo aumentar muito, pode ainda causar desmaios e choque térmico.

2- Mantenha-se o tempo todo hidratado
Falando em desidratação, vale lembrar: beba água com mais frequência do que o normal.

Quando se faz atividade física, você perde muita água através do suor. Se você não repor a quantidade suficiente que seu corpo precisa para funcionar corretamente, acaba ficando desidratado. Muita gente está cansada de ouvir falar sobre isso, e mesmo assim não dá o devido valor ao consumo de água, principalmente no verão. E ela pode ser bem mais séria do que você pensa, a desidratação pode causar desde tonturas e vômitos até a perda da consciência. Então, no calor, dobre seu consumo de água, ou até isotônicos, que além de matar sua sede, ainda devolvem minerais e nutrientes que seu corpo perde com o suor.

3- Use filtro solar
Parece bobagem, mas filtro solar deve se tornar um hábito! Ele é a arma mais poderosa contra o câncer de pele, e não pense você que isso é bobagem de mulher. O ator Hugh Jackman, que interpreta o Wolverine nos cinemas, foi diagnosticado com câncer de pele já faz um tempo, e vive fazendo tratamentos para amenizar os quadros da doença. O próprio levanta a bandeira da importância do filtro solar, e do quanto ficar exposto muito tempo ao sol pode trazer riscos à saúde. Então antes de caminhar pela praia, ou correr no seu parque favorito, use filtro solar!

4- Invista numa alimentação mais leve
Se no inverno nosso corpo sente uma necessidade maior de comer alimentos mais calóricos graças ao frio. A boa notícia é que no verão a gente acaba preferindo investir em alimentos mais “frescos” como saladas, frutas, vitaminas. O que é ótimo, porque além de ajudar a manter a sua dieta, os alimentos mais leves auxiliam na sua digestão, evitando que você fique estufado, ou ainda que isso atrapalhe a execução dos seus exercícios. O ideal antes de ir treinar é comer uma fruta, e ingerir menores quantidades de comida durante todo o dia.

Agora sim você está pronto para aproveitar o verão ao máximo!

Loading...